A Mostra foi criada para valorizar a dança, promover a profissão de bailarino e incentivar a formação de público para as artes. A ideia sempre foi dar visibilidade ao trabalho realizado por diversas escolas, academias e grupos de dança do Paraná e de estados vizinhos. Por esses motivos, a Mostra se consolidou como um festival de promoção à dança e não um evento que visa à competição entre os seus participantes.

Artistas de diversas idades apresentam coreografias em diferentes estilos de dança nos palcos paranaenses. Os trabalhos passam por uma avaliação artística durante as seletivas regionais, e os selecionados são convidados a se apresentar durante a Mostra Final no palco do Guairão - um sonho para muitos artistas da dança - ou em espaços públicos da capital paranaense, no Palco Alternativo.

Paralelas às apresentações, são promovidas oficinas de aprimoramento técnico e artístico para estimular a interação entre participantes e profissionais da área.

Já foram revelados talentos e, anualmente, são homenageados nomes de destaque com o Prêmio ABABTG de Incentivo à Dança.

 Conheça a história do festival que promove a dança

2008 • Quando tudo começou

O evento nasceu para divulgar a dança, formar plateia e não ser um festival competitivo. A 1ª edição foi realizada somente em Curitiba e teve a participação de 13 grupos locais. Em cada noite do espetáculo foi apresentado pelo Balé Teatro Guaíra um trecho da obra 'Romeu e Julieta', de Luiz Fernando Bongiovanni. 

2009 • Começam as Etapas Seletivas

A partir da 2ª edição, a Mostra começou a viajar o Estado, com a realização de seletivas em diversas cidades paranaenses e final na capital. Foram promovidas Etapas Seletivas em Curitiba, Ponta Grossa, Maringá, Francisco Beltrão e União da Vitória, com espetáculos do Balé Teatro Guaíra no interior. A final foi no Guairinha e teve também a participação da G2 Cia de Dança. É criado o Prêmio ABABTG de Incentivo à Dança.

Private Coaching

Bullet point

I'm a paragraph. Click here to add your own text and edit me. It’s easy. Just click “Edit Text” or double click me to add your own content and make changes to the font. 

2010 • Mostra Paranaense de Dança

Em função de suas características e abrangência territorial, o festival passou a se chamar Mostra Paranaense de Dança. Naquele ano foram realizadas seletivas em Curitiba, Ponta Grossa, Francisco Beltrão, União da Vitória, Apucarana, Campo Mourão e Jacarezinho. O Balé Teatro Guaíra fez a abertura dos espetáculos no interior e uma apresentação com fins didáticos em cada cidade. É criado o Palco Alternativo, com apresentações em shopping center de Curitiba.

2011 • Incentivo à criação

Sediaram a 4ª edição da Mostra: Francisco Beltrão, Ibiporã, Ponta Grossa, Curitiba e União da Vitória. Nas seletivas foram realizadas apresentações coreográficas propostas pelos bailarinos do Balé Teatro Guaíra. Na Mostra Final, em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba, o Palco Alternativo aconteceu durante a Virada Cultural, nas Arcadas de São Francisco e Casa Hoffmann.

2012 • Apresentação de Cias Convidadas

Promovidas seletivas em Curitiba, Francisco Beltrão, Apucarana, União da Vitória, Ponta Grossa e Paranavaí. Durante a tour pelo interior do Estado, foram realizadas apresentações da EF Jazz Company e Cia Eliane Fetzer de Dança Contemporânea. Durante a Mostra Final, companhias e bailarinos profissionais convidados passaram a abrir os espetáculos. Além das já mencionadas, participaram a Cia Masculina de Dança Jair Moraes, Brainstorm e Emilie Siqueira & Erickson de Oliveira. O Palco Alternativo foi realizado durante 5 dias, em shopping center de Curitiba

2013 • Diversos estilos e linguagens

A 6ª edição aconteceu em Curitiba, Francisco Beltrão, União da Vitória, Ponta Grossa e Apucarana. As seletivas tiveram a participação especial da EF Jazz Company e da Cia Eliane Fetzer de Dança Contemporânea. A Mostra Final contou com belas apresentações do Balé Teatro Guaíra e da Cia de Dança Masculina Jair Moraes. O Palco Alternativo foi montado no Memorial de Curitiba.

2014 • Parceria Brasil-Alemanha

Na 7ª edição do evento foi consolidada uma parceria com o Festival Internacional de Solos de Stuttgart (Internationales Solo-Tanz -Theater Festival Stuttgart). Os solistas premiados na Alemanha são convidados para apresentações na abertura oficial da Mostra Paranaense de Dança. A Final foi realizada pela primeira vez no Guairão, um feito muito significativo para o evento e seus participantes.

2015 • Roteiro mundial da dança

A edição de 2015 realizou seletivas nas cidades de Curitiba, Ponta Grossa, Apucarana e Pato Branco. Por intermédio da parceria com o Internationales Solo-Tanz-Theater Festival Stuttgart, artistas da Holanda, Canadá, Índia, Hungria e Israel se apresentaram no palco do Guairinha. Outra novidade foi a concessão de uma bolsa de estudos a um participante selecionado, pelo Eliane Fetzer Centro de Dança, durante o evento.

2016 • Superando metas

As Etapas Seletivas foram realizadas nas cidades de Curitiba, Ponta Grossa, Pato Branco, Campo Mourão e Marialva. O evento superou a marca almejada de 1.500 inscritos, com a participação de 1.992 artistas, e teve a presença de companhias e bailarinos profissionais convidados, como o Balé Teatro Guaíra e os solistas premiados no Internationales Solo-Tanz-Theater Festival Stuttgart.

2017 • 10 anos de incentivo à dança

Em 2017 a Mostra completou 10 anos de realização e teve seu número recorde de inscritos: 2.360 artistas. As cidades escolhidas para receber o Festival foram Curitiba, Ponta Grossa, Francisco Beltrão, Campo Mourão e Arapongas. 

O Palco Alternativo foi retomado e trabalhos de diversos estilos se apresentaram no Memorial de Curitiba e na Casa Hoffmann, durante a Etapa Final. Cerca de 17 mil pessoas assistiram às apresentações. 

2018 • Além das fronteiras do Paraná

Curitiba, Campo Mourão, Chopinzinho, Ponta Grossa e Arapongas receberam a 11ª edição. O evento contou com 2.276 participantes, 542 coreografias e 174 grupos inscritos. Artistas de 62 cidades do Paraná e Santa Catarina se apresentaram durante a Mostra Paranaense de Dança 2018. 

2019 • Multiplicidade de ritmos

A 12ª edição da Mostra foi marcada pelos diversos estilos de dança. Foram realizadas seletivas em Curitiba, Ponta Grossa, Maringá, Campo Mourão e Cascavel. E ao todo 129 coreografias foram selecionadas, mostrando a diversidade de ritmos e movimentos. No Palco Alternativo, foram apresentadas 52 coreografias e a Mostra Final reuniu 119 apresentações no palco do Guairão.

2020 • Faça parte desta história!

Serão realizadas Etapas Seletivas em CuritibaApucaranaPonta GrossaCampo Mourão e Toledo

Evento suspenso em decorrência do Novo Coronavírus. Aguarde divulgação de novas datas.

© Copyright 2008-2020 | ABABTG - Todos os Direitos Reservados